sexta-feira, 27 de junho de 2008

Sentimentalismo


Antes de mais nada, peço perdão ao blog (afinal, ninguém lê ele mesmo) por abandoná-lo. Não posso culpar apenas as semanas de provas e os infinitos trabalhos, afinal de contas eu - ainda - tenho tempo de dormir. Mas não se sinta triste, blog querido. Sempre me lembro de você, mesmo quando não tenho nada pra falar, nada pra escrever e talz. Prometi que quando minhas férias recesso escolar chegar, vou fazer um template novinho pra você. E irei cumprir... acho... hehehe.

Não sei o que anda acontecendo comigo, mas ando muito sentimental. Percebi isso ontem, confirmei isso hoje. Ontem a noite, na maior das alegrias fui assistir o filme 300 (Podem me achar estranha o quanto quiserem : eu tava desesperada pra ver esse filme, porque eu adoro Esparta. Eu realmente adoro Esparta. E eu adoro as Guerras Médicas. E eu odeio os Persas - sempre odiei - e acho os Espartanos so much better que os Atenienses.) e eu chorei. Sim, chorei muito (para meu padrão de choro com filmes, afinal de contas eu não choro vendo filmes). Quando o filme terminou, eu na minha maior tristeza fui dormir, achando que esse negócio de choro tivesse a ver com o horário/sono. Mas agora eu assisti o final da temporada de House. Chorei de novo. Menos que em 300, mas chorei. Chorei menos porque afinal de contas, não gosto do Wilson, nem da Amber (e a minha amiga Gabriela me fez o grande favor de me contar spoilers - os mais importantes - sobre esse episodio). O que me faz pensar que se eu não soubesse nada sobre o episodio, eu teria chorado rios.

Bom, acho que quando eu entrar de... hehe... recesso escolar curtíssimo, eu volto aqui. Afinal de contas, tenho que resolver exercícios de física e matemática. Então é isso. Beijos, não vou dizer adeus, pois não quero chorar.

PS: This-is-Spartaaa! Muahahaha
PS¹: Eu preciso urgentemente do Box da 3ª temporada de Lost.
PS²: Preciso de férias.
PS³: Sobre a prova citada no post anterior.. a professora deve ter tido uma crise de choro ao corrigi-la.

Sem mais,